Blog de Cláudio Goes


Na política o crime compensa
Fonte: Reprodução/Gazeta MT

CONHEÇA O CANDIDATO RECORDISTA DE PROCESSOS

O recordista de processos nas eleições para governador é José Geraldo Riva (PSD), de Mato Grosso. Ele é alvo de 117 procedimentos, o equivalente a quase 36% das ações que correm contra candidatos em todo o País, considerando-se os tribunais de Justiça, os de Contas e os Eleitorais.

Por causa de condenações já sofridas, o Tribunal Regional Eleitoral não considerou Riva apto a concorrer, mas ele recorreu e, até a decisão final, poderá fazer campanha. “Tenho certeza de que vamos derrubar (a decisão) no julgamento técnico do Tribunal Superior Eleitoral”, disse ele ao Estado. “Nem faço questão de me eleger. O mais importante é mostrar que sou inocente.”

Riva argumenta que não está enquadrado na Lei da Ficha Limpa porque em suas condenações não está configurado que houve, cumulativamente, dolo, enriquecimento ilícito e prejuízo ao erário. “Quem conhece minha história sabe que não tem nada a ver”, disse.

Fonte: Reprodução/24 Horas News

Fonte: Reprodução/24 Horas News

O candidato foi processado, entre outras irregularidades, por um escândalo de desvio de recursos ocorrido quando ocupava a presidência da Assembleia Legislativa do Mato Grosso. Ele foi acusado de desviar R$ 2,9 milhões por meio de falsos empréstimos bancários. Parte desse valor era movimentado em empresas de João Arcanjo Ribeiro, conhecido como Comendador Arcanjo, acusado de comandar uma organização criminosa com ramificações no Executivo e no Legislativo do Estado.

Riva e outro parlamentar, na época, foram acusados de movimentar, entre 1998 e 2001, R$ 65 milhões das contas da Assembleia, que foram parar em empresas de Arcanjo. Segundo sustentou o Ministério Público, os dois então deputados faziam falsos empréstimos no Banco ABN Amro Real em nome de funcionários da Assembleia. A ação diz que o dinheiro ficava com os dois, que usavam cheques da Casa para pagar as dívidas com o banco. Além disso, segundo os promotores, as empresas de Arcanjo eram usadas para transformar em dinheiro vivo os cheques emitidos irregularmente pela Assembleia. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

São Paulo



Escrito por Claudio Goes às 22h59
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Transporte Público de Campina Grande

ganha mais10 ônibus novos nesta terça-feira

 

 

Nesta terça-feira, 19, os clientes do sistema de transporte público de Campina Grande estarão recebendo dez ônibus zero quilômetro, que passam a integrar a frota do serviço de transporte coletivo de passageiros do município. 


O ingresso desses dez novos ônibus faz parte do compromisso assumido pelas empresas com a exigência do COMUTP - Conselho Municipal de Transportes Públicos, na reunião do último dia 25 de julho e representa o início do processo de renovação da frota, conforme assegurou o Diretor Executivo do Comtranslegal, Anchieta Bernardino.


Os dez ônibus que entram em circulação a partir de hoje são da empresa Transnacional, do grupo A. Cândido.  Todos os veículos têm equipamentos que facilitam o acesso de pessoas com deficiência física, a exemplo dos cadeirantes.


Anchieta Bernardino informou que o objetivo do sistema é melhorar cada vez mais a qualidade do serviço e reduzir a idade média da frota, que já foi uma das mais novas no Nordeste. “Apesar de toda dificuldade e da concorrência desleal que o sistema enfrenta, assumimos o compromisso com o COMUPT para renovar a frota, tirando de circulação os ônibus mais velhos e oferecer um serviço com mais eficiência”, destacou o dirigente.


A apresentação dos novos ônibus será feita em frente a STTP a partir das 09 horas.


Escrito por Claudio Goes às 23h30
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Fraudes:  Justiça suspende pesquisas na Paraíba

 

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB), através da juíza auxiliar da propaganda eleitoral, Niliane Meira Lima, determinou, na noite deste sábado (16), a suspensão da pesquisa 0016/2014, realizada pelo Instituto IPESPE e contratada pelo Jornal da Paraíba. A magistrada ainda fixou multa diária de R$ 50 mil em caso de descumprimento de sua decisão. A suspensão da pesquisa IPESPE/Jornal da Paraíba foi solicitada pelo candidato a deputado estadual Leandro Wagner Queiroz Barbosa (PPL), mais conhecido como Léo Cigano do Povo, da coligação “A Força do Trabalho IV”, que levantou vários questionamentos em relação à consulta divulgada neste sábado. Além de suspender a pesquisa, a juíza Niliane Meira Lima determinou que o Jornal da Paraíba publique uma nota em sua próxima edição informando sobre a decisão judicial. “Determino que a Editora Jornal da Paraíba insira na edição do Jornal da Paraíba da edição de 18/08/2014 (segunda-feira) nota de capa, com mesma fonte padrão das demais notícias, informando ao leitor a suspensão da veiculação da pesquisa eleitoral 0016/2014, tratada no jornal de 16/08/2014”, destaca a magistrada em sua decisão. Segundo o advogado Francisco Ferreira, que representou o candidato do PPL na ação, o IPESP e o próprio Jornal da Paraíba incorreram em várias irregularidades que podem comprometer a lisura do pleito por afronta a legislação. Entre as ilegalidades apontadas pelo advogado estão a falta de registro obrigatório de informações exigidas pela resolução 23.400 do TSE, que determina o registro do preço de mercado da pesquisa, além da identificação dos bairros e municípios pesquisados, algo que, segundo ele, não foi observado pelo IPESP. “Também solicitamos cópias de todos os questionários aplicados na pesquisa, com dados dos pesquisados, cidade, município, bairro, data e horário, com o objetivo de conferir a veracidade dos números apresentados. Questionamos ainda a falta de informação na divulgação dos dados relativos a quem contratou e pagou pela pesquisa, bem com a veiculação de dados que não foram sequer registrados no TRE”, observou o advogado, que acrescentou: “todos os fundamentos apresentados foram acatados pela magistrada”.

TRE suspende divulgação de pesquisas do Sistema Correio

O Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB), por meio da juíza auxiliar de propaganda, Nillane Meira Lima, determinou, na tarde deste sábado (16), a suspensão da divulgação das pesquisas eleitorais PB0012/2014 e PB0013/2014, realizadas pelo instituto Souza Lopes Consultoria e Pesquisa e contratadas pelo Sistema Correio de Comunicação. A magistrada ainda solicitou investigação para apurar possíveis crimes eleitorais durante o processo de coleta dos dados. A suspensão da pesquisa Souza Lopes/Sistema Correio foi solicitada pelo candidato a deputado estadual Léo Cigano do Povo (PPL),da coligação “A Força do Trabalho IV”, que levantou uma série questionamentos em relação às consultadas que foram divulgadas nos dias 28 de junho e 25 de julho. Segundo o advogado Francisco das Chagas Ferreira, que representou o candidato do PPL, a Justiça detectou indícios de fraudes nas duas pesquisas. “Eles não apresentaram dentro do prazo legal os dados dos municípios e dos bairros onde as pesquisas teriam sido realizadas. Além disso, há a possibilidade de fraude, já que nos apresentaram os mais de 3 mil questionários sem data ou município onde foram aplicados”, disse. Para o advogado, a juíza Nillane Meira Lima deixou claro em seu despacho que a divulgação das pesquisas Souza Lopes/Sistema Correio traz riscos ao pleito eleitoral da Paraíba. “A utilização da pesquisa poderá, de alguma forma, influenciar o eleitorado, sem que tenham sido adotados os requisitos de segurança exigidos na norma para sua utilização”, diz trecho do parecer da magistrada. O advogado Francisco das Chagas Ferreira destacou que decisão da juíza proíbe, sob pena de multa diária no valor de R$ 50 mil, a divulgação das pesquisas, bem como todas as notícias que tratem sobre assunto. “Os candidatos também não poderão usar os dados em seus guias eleitorais ou peças de campanha”, reforçou. “Outra coisa que chamou nossa atenção foi o fato do instituto de pesquisa ser de Curitiba e nunca ter feito uma pesquisa por lá”, completou.

Confira o documento do TRE sobre o IPESPE

JUDICIÁRIO

TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DA PARAÍBA

GABINETE DOS JUÍZES AUXILIARES

Representação: 935-29.2014.6.15.0000 – Classe 24.

Assunto: Representação – Impugnação -Pesquisa Eleitoral – Registro de Pesquisa Eleitoral – 0016/2014 – Divulgação – Pedido de Concessão de Liminar – Pedido de Aplicação da Multa.

Representante: LEANDRO WAGNER QUEIROZ BARBOSA, CANDIDATO PELO PARTIDO PÁTRIA LIVRE (PPL).

Advogado: Francisco das Chagas Ferreira e Outros.

Representado: IPESPE INSTITUTO DE PESQUISAS SOCIAIS POLÍTICAS E ECONÔMICAS

Representado: EDITORA JORNAL DA PARAÍBA LTDA

DECISÃO SOBRE O PEDIDO DE LIMINAR

Cuida-se de representação proposta em 16/08/2014 por Leandro Wagner Queiroz Barbosa, candidato a Deputado Estadual, em desfavor de IPESPE INSTITUTO DE PESQUISAS SOCIAIS POLÍTICAS E ECONÔMICAS e EDITORA JORNAL DA PARAÍBA LTDA, impugnando registro e a divulgação de pesquisa eleitoral0016/2014.

Isso posto, DEFIRO o pedido de liminar, pelo que determino:

I) que o representado IPESPE INSTITUTO DE PESQUISAS SOCIAIS POLÍTICAS E ECONÔMICAS se abstenha, de imediato, de divulgar sob qualquer forma a pesquisa eleitoral registrada perante o TRE sob o nº.0016/2014.

Fixo ao referido representado, mas apenas para o caso de descumprimento desta liminar, multa diária no valor de R$50.000,00 (art. 461, parágrafo 4º) por cada dia de descumprimento.

II) que a representada EDITORA JORNAL DA PARAÍBA LTDA se abstenha, de imediato, de divulgar sob qualquer forma a pesquisa eleitoral registrada perante o TRE sob o nº.0016/2014, bem como:

II.1) exclua da URL , bem como de outra(s) que também as contenha(m), as notícias sobre a pesquisa em referência, até ulterior determinação deste juízo;

II.2) em razão do requerimento tempestivo do representante, mas de já ter havido a distribuição do jornal impresso que veicula a pesquisa, converto o pedido de não divulgação da pesquisa no JORNAL DE 16/08/2014 em resultado prático equivalente, pelo que determino que a EDITORA JORNAL DA PARAÍBA INSIRA na edição do JORNAL DA PARAÍBA da edição de 18/08/2014 (segunda-feira) nota de capa, com mesma fonte padrão das demais notícias, informando ao leitor a suspensão da veiculação da pesquisa eleitoral 0016/2014, tratada no jornal de 16/08/2014, bem como que, além disso, ela fora veiculada com erro relativo à omissão do contratante (informando, agora, quem é o contratante e pagante) e de nível de confiança informado (que é de 95,00% ao invés de 95,5%).

À representada EDITORA JORNAL DA PARAÍBA LTDA, fixo, mas apenas para o caso de descumprimento desta liminar, multa diária no valor de R$50.000,00 (art. 461, parágrafo 4º, CPC) por cada dia de descumprimento.

III) Que seja cientificada a Seção de Registros e Publicações deste Tribunal a fim de que anote no sistema de registros de pesquisas eleitorais que a pesquisa eleitoral 0016/2014 foi impugnada, impedindo, pois, a utilização de seus dados por terceiros (pesquisa não publicável), mas mantendo os dados sob custódia do sistema para eventual reversão desta medida judicial.

IV) Seja dada ciência para os partidos e coligações;

V) seja(m) NOTIFICADO(M) o(s) representado(s) para, querendo, apresentarem defesa no prazo de 48 (quarenta e oito) horas (Lei nº. 9.504/97, art. 96, § 5º, e Resolução nº. 23.398/13 do TSE, art. 8º, caput e § 4º).

Em seguida, dê-se vista dos autos ao MPE para emissão de parecer no prazo de 24 (vinte e quatro) horas (Resolução nº. 23.398/13 do TSE, art. 13, caput).

INTIMEM-SE os representados para imediato cumprimento, devendo a intimação da EDITORA JORNAL DA PARAÍBA LTDA ser realizada com a máxima urgência.

Após a manifestação do MPE, à conclusão.

João Pessoa, 16/08/2014.

Niliane Meira Lima

Juíza Auxiliar – TRE-PB

Confira o documento do TRE sobre a divulgação de pesquisas pelo Sistema Correio

http://www.noticiapb.com/irregularidades-justica-suspende-pesquisas-na-paraiba/#.U_CfR8XIZ0u



Escrito por Claudio Goes às 09h37
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




População campinense ganha dez

ônibus novos a partir de terça-feira


                   

Na próxima terça-feira, 19, os clientes do sistema de transporte público de Campina Grande estarão sendo beneficiados com a chegada de 10 ônibus zero quilômetros, que passarão a integrar a frota do serviço de transporte coletivo de passageiros do município.

A chegada desses dez novos ônibus faz parte do compromisso assumido pelas empresas com o COMUPT - Conselho Municipal de Transportes Públicos, na reunião do último dia 25 de julho e representa o início do processo de renovação de parte da frota, conforme assegurou o Diretor Executivo do Comtranslegal, Anchieta Bernardino.

Os dez ônibus que entram em circulação na próxima terça-feira são da empresa Transnacional, do grupo A. Cândido.  Todos os veículos têm equipamentos que facilitam o acesso de pessoas com deficiência física, a exemplo dos cadeirantes.

 

Anchieta Bernardino informou que o objetivo do sistema é melhorar cada vez mais a qualidade do serviço e reduzir a idade média da frota, que já foi uma das mais novas no Nordeste. “Apesar de toda dificuldade e da concorrência desleal que o sistema enfrenta, assumimos o compromisso com o COMUPT para renovar parte da frota, tirando de circulação os ônibus mais velhos e oferecer um serviço com mais eficiência”, destacou o dirigente.



Escrito por Claudio Goes às 08h48
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




PBVest promove aulão em Campina Grande neste domingo

                                              

Os alunos do Pré-Vestibular do Governo do Estado (PBVest) poderão participar neste domingo (17) de um aulão para revisão dos conteúdos para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e vestibulares. O aulão acontecerá em Campina Grande, das 8h às 12h, na Escola Estadual Dr. Elpídio de Almeida, conhecido como Estadual da Prata.

Os próximos aulões acontecerão em João Pessoa, no domingo (24), em local ainda a ser definido, e posteriormente nas cidades de Monteiro, Itaporanga e Cajazeiras.

As aulas do PBVest também estão disponíveis no portal do pré-vestibular acessando o link vídeos. O portal disponibiliza mais de 500 vídeo-aulas, com os conteúdos exibidos nos anos de 2011, 2012, 2013 e 2014. Os alunos podem acessar o site e baixar as aulas para assistir em casa ou no local de sua preferência.

O coordenador estadual do pré-vestibular, Américo Falcone, contou que o objetivo é reforçar e ampliar os conhecimentos dos alunos que pretendem concorrer às vagas dos cursos de graduação por meio do Enem ou de outros processos seletivos.

Este ano, foram disponibilizadas seis mil vagas em 37 cidades para alunos que estão cursando a 3ª série do Ensino Médio na rede estadual ou que concluíram esta etapa de ensino em anos anteriores. As aulas ocorrem aos sábados até o dia 10 de novembro, das 7h30 às 12h30, e a qualquer tempo os alunos terão direito de participar do curso.

Para terem acesso aos conteúdos do PBVest, os interessados devem acessar a página do programa na internet. No site, os alunos terão acesso às aulas online, aos materiais disponibilizados e aos professores ministrantes das aulas do curso.

Outra novidade que também está disponível para os alunos é o aplicativo PBVest Mobile. Para ter acesso, basta baixar o aplicativo, que está disponível para smartphones ou tablets. Por meio dessa opção, os alunos poderão ter acesso ao conteúdo do pré-vestibular e também tirar suas dúvidas.



Escrito por Claudio Goes às 09h52
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Luz do dia na noite do Itararé

Nova subestação de energia do Estádio O Amigão daria para suprir cidade de pequeno porte.

                                      

Com os trabalhos de posteamento concluído, começou a instalação das luminárias do estacionamento e redondezas do estádio O Amigão.

As obras de reformas e revitalização da nova praça de esportes exigiu a construção de uma potente subestação, com capacidade para suprir o fornecimento de energia para uma cidade de pequeno porte, que já se encontra em fase de execução onde funcionou o antigo placar eletrônico.

Uma obra que revitaliza o antigo estádio, abandonado por 40 anos, cria novos espaços de esportes e lazer, além de valorizar toda uma área mobiliária.
E ainda tem uns ignorantes, por questões de querelas políticas, que torce para que esse trabalho não seja uma realidade.

                                     



Escrito por Claudio Goes às 09h28
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




                 LABORATÓRIO DA UFCG

                 CertBio é o único do Norte-Nordeste

                 a certificar prótese de silicone

                 

A história da evolução tecnológica na Paraíba pela pela criação e funcionamento das Universidades Federais da Paraíba (UFPB) e de Campina Grande (UFCG) e Estadual da Paraíba (UEPB). Na UFCG, no Campus I, funciona desde 2012 o Laboratório de Desenvolvimento e Avaliação de Biomateriais do Nordeste (CertBio). Vinculado à Unidade Acadêmica de Engenharia de Materiais e financiado pelo Ministério da Saúde, o CertBio é uma das três  unidades de pesquisa, em todo o País, designadas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e credenciadas pelo Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro) para a certificação de  próteses de silicone no Brasil, enfatizando implantes mamários.

“É um laboratório de referência em biomateriais. Como tal, é credenciado pela Anvisa para emissão de laudos fiscais e de monitoramento e, atualmente, só existem três laboratórios no Brasil com este status. No país, também é a primeira experiência de mestrado stricto sensu de técnico na Anvisa foi

em Ciências e Engenharia de Materiais da UFCG”, explica o coordenador do CertBio, Marcus Vinicius Lia Fook.

Instalado em um prédio de quase dois mil metros quadrados, no Campus I , em Bodocongó, o laboratório atraiu investimentos de R$ 15 milhões em quatro anos.  Marcus Vinicius adianta que o CertBio, em breve, fará certificação de preservativos para homens e mulheres e também de luvas.

Para  secretário de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos (SCTIE), do Ministério da Saúde, Carlos Gadelha, o CertBio é um “exemplo único no Brasil, de inovação e desenvolvimento regional; pesquisadores comprometidos com a Saúde do País e promotores de inovações tecnológicas”.

A Unidade Acadêmica de Engenharia de Materiais integra o Centro de Ciência e Tecnologia (CCT) o qual tem sua origem na antiga Escola Politécnica (POLI) da Universidade Federal da Paraíba, criada em 06 de outubro de 1952, e hoje pertence à UFCG.  O vice-diretor do CCT, José de Arimatéia Fernandes, revela que atualmente o centro CCT conta com 240 docentes, incluindo  PHDs, doutores, mestres e especialistas.

                                  



Escrito por Claudio Goes às 09h20
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




CPI  da  Petrobrás

Revista VEJA revela que senador Vital do Rego comandou uma grande farsa 

A CPI da Petrobras foi convocada com o objetivo de não pegar os corruptos. Ainda assim, o governo e as lideranças do PT no Senado decidiram não correr riscos e montaram uma fraude que consistia em passar antes aos investigados as perguntas que lhes seriam feitas


O senador Vital do Rego Filho, candidato do PMDB ao Governo da Paraíba, emprestou-se em Brasília a comandar o que já está sendo chamada de a maior farsa da história recente da República - a CPI da Petrobrás, criada segundo a revista Veja para “não pegar os corruptos”.

Matéria de capa da edição que está nas bancas, a Veja mostra que a CPI da Petrobrás foi apenas um teatro mambembe de quinta categoria, com Vital apenas cumprindo as ordens da Presidência da República, empobrecendo assim o Parlamento nacional.

Diz a Veja:

A CPI da Petrobroás não passou de uma grande farsa. Ela foi criada com o objetivo de não pegar os corruptos. Ainda assim, o governo e a liderança do PT no Senado decidiram não correr riscos e montaram uma fraude que consistia em passar antes aos investigados as perguntas que lhes seriam feitas pelos senadores. A trama foi gravada em vídeo.

Era tudo farsa. Mas começou parecendo que, dessa vez, seria mesmo para valer. Em março deste ano, os parlamentares tiveram um surto de grandeza institucional. Acostumados a uma posição de subserviência em relação ao Palácio do Planalto, eles aprovaram convites e convocações para que dez ministros prestassem esclarecimentos sobre programas oficiais e denúncias de irregularidades. Além disso, começaram a colher as assinaturas necessárias para a instalação de uma CPI destinada a investigar os contratos da Petrobras. Ventos tardios, mas benfazejos, finalmente sopravam na Praça dos Três Poderes, com deputados e senadores dispostos a exercer uma de suas prerrogativas mais nobres: fiscalizar o governo. O ponto alto dessa agenda renovadora era a promessa de escrutinar contratos firmados pela Petrobras, que desempenha o papel de carro-chefe dos investimentos públicos no país. Na pauta, estavam a suspeita de pagamento de propina a servidores da empresa e o prejuízo bilionário decorrente da compra da refinaria de Pasadena, nos Estados Unidos, operação que jogou a presidente Dilma Rousseff numa crise política sem precedentes em seu mandato. O embate estava desenhado. O Legislativo, quem diria, esquadrinharia o Executivo. Pena que tudo não passou de encenação.    

VEJA teve acesso a um vídeo que revela a extensão da fraude. O que se vê e ouve na gravação é uma conjuração do tipo que, nunca se sabe, pode ter existido em outros momentos de nossa castigada história republicana. Mas é a primeira vez que uma delas vem a público com tudo o que representa de desprezo pela opinião pública, menosprezo dos representantes do povo no Parlamento e frontal atentado à verdade. Com vinte minutos de duração, o vídeo mostra uma reunião entre o chefe do escritório da Petrobras em Brasília, José Eduardo Sobral Barrocas, o advogado da empresa Bruno Ferreira e um terceiro personagem ainda desconhecido.

A decupagem do vídeo mostra que, espantosamente, o encontro foi registrado por alguém que participava da reunião ou estava na sala enquanto ela ocorria. VEJA descobriu que a gravação foi feita com uma caneta dotada de uma microcâmera. A existência da reunião e seus participantes foram confirmados pelos repórteres da revista por outros meios — mas a intenção da pessoa que fez a gravação e a razão pela qual tornou público seu conteúdo permanecem um mistério. Quem assiste ao vídeo do começo ao fim — ele acaba abruptamente, como se a bateria do aparelho tivesse se esgotado — percebe claramente o que está sendo tramado naquela sala. E o que está sendo tramado é, simplesmente, uma fraude caracterizada pela ousadia de obter dos parlamentares da CPI da Petrobras as perguntas que eles fariam aos investigados e, de posse delas, treiná-los para responder a elas. Barrocas revela no vídeo que até um “gabarito” foi distribuído para impedir que houvesse contradições nos depoimentos. Um escárnio. Um teatro.    

apalavraonline



Escrito por Claudio Goes às 09h33
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




                Universidade pública com cara de Shopping

               

Tem razão os petistas que afirmaram que fora uma elite abastada que vaiou a presidente Dilma na abertura e no encerramento da Copa do Mundo de Futebol. Pagar mil reais em um ingresso para assistir a um jogo de futebol é realmente para quem é rico.

Ser proprietário de uma BMW, algo em torno de 300 mil reais - os modelos mais simples, certamente que também é um mimo de quem é muito rico. O contraste é um carrão desses estar estacionado, de graça, nas dependências da Universidade Federal de Campina Grande - UFCG, e o seu dono cursar, gratuitamente, uma universidade pública.

 Como não bastasse a discrepância, o proprietário da luxuosa BMW, com uma sugestiva placa 1313, ainda ostenta um adesivo FORA DILMA, um protesto contra a presidente e o Partido dos Trabalhadores.
As universidades públicas do Brasil têm ‘clientela de Shopping Center’.

O estacionamento da UFCG é uma prova disso.

                            

                           



Escrito por Claudio Goes às 08h43
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




                               Grupo Carajás faz doação de TVs para a ACI

Os equipamentos, doados para a Associação Campinense de Imprensa, serão sorteados em favor de associado com problemas de saúde             

                           

                                             

O presidente da Associação Campinense de Imprensa, ACI, Fernando Soares, acompanhado do jornalista Claudio Goes, recebeu, nesta quinta-feira, 24, a doação de dois aparelhos de TV digitais, de 32 polegadas, completos, doados pela loja Carajás Home Center de Campina Grande.

 Os equipamentos serão usados em uma campanha beneficente em favor do associado Jorge Elias Lobato Cavalcante, que enfrenta problemas de diabetes.

A doação dos televisores foi feita pelo diretor do Grupo Carajás, Alex Mendonça, atendendo solicitação do secretário de Esporte e Lazer da Prefeitura de Campina Grande, Gustavo Ribeiro, que destacou o trabalho da atual diretoria da ACI em favor dos associados da entidade. 

O empresário Alex Mendonça disse que atendia ao pleito da ACI por reconhecer o valor do trabalho que a imprensa realiza, se colocando a disposição da Associação Campinense de Imprensa para futuras parcerias sociais.



Escrito por Claudio Goes às 19h44
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Fonte: Heinrich Aikawa/Instituto Lula


Gestor no período mais corrupto da história do Brasil admite: 

Para Lula, a política está desmoralizada e apodrecida.

Por Carla Araújo - Estadão

Praia Grande (AE) – O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) voltou a defender a necessidade de uma reforma política no País. Em palestra nesta terça-feira, 22, para cerca de 400 líderes sindicais ligados à Federação dos Químicos, na Praia Grande (SP), Lula disse que a política “está desmoralizada”. “Eu diria até apodrecida”, afirmou, ressaltando que o Brasil não pode permitir que se criem partidos de aluguel.

Lula defendeu a candidatura da presidente Dilma Rousseff à reeleição, argumentando que ainda há muito a ser feito. “Não me contento com o que a gente fez, numa escala de dez degraus, subimos só dois”, afirmou em palestra no 8º Congresso da Federação dos Trabalhadores nas Indústrias Químicas e Farmacêuticas do Estado de São Paulo (Fequimfar).

Segundo Lula, agora é o momento de pensar “o que queremos ser daqui para frente”. “Não existe a possibilidade de esse País não ir pra frente, de ter retrocesso”, afirmou. “Precisamos levantar a cabeça e fazer reflexão profunda. O País tem que continuar andando para frente”.

Fonte: Reprodução/Terra

Fonte: Reprodução/Terra

O ex-presidente aproveitou seu discurso para defender a política econômica do governo petista, mas admitiu que o crescimento do País é modesto. “É verdade que economia não está crescendo tanto, eu gostaria que estivesse crescendo 4%, 5%”, disse. “Mas o comércio do mundo diminuiu, a China, que crescia 14%, está crescendo 7%”, completou.

Lula alfinetou, na fala, os “países ricos” e disse que a crise mundial aconteceu “no coração” deles. “(Países ricos) Poderiam ter humildade e perguntar para nós que nós ensinamos (como sair da crise)”, afirmou. Segundo ele, o governo Dilma Rousseff está atento e não deixará a inflação fugir da meta e que ela está assim “há doze anos”. “Quem já viveu inflação como nós não quer que ela volte. Se tem alguém que perde com a inflação é quem vive de salário”, afirmou. “É por isso que a Dilma cuida disso (controle da inflação)”.

A Fequimfar, que é ligada à Força Sindical, apoiou Lula e Dilma nas últimas eleições. Este ano, no entanto, ainda não há uma definição, mas a diretoria da Força declarou apoio ao candidato Aécio Neves (PSDB). A entidade representa mais de 180 mil trabalhadores.



Escrito por Claudio Goes às 16h22
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




No 'terreiro de Cássio', o tucano Aécio é lanterna.

Assim como nas eleições presidenciais de 2010, quando a candidata petista Dilma Rousseff amargou um humilhante último lugar na Paraíba, em 2014, quem segura o bastão de lanterna é Aécio Neves, candidato do tucano Cássio Cunha Lima, que lidera pesquisas pelo governo do estado.

O instituto Datafolha aponta que Aécio Neves, PSDB, com 40%, e Eduardo Campos, PSB, com 38%, podem disputar um segundo turno com a candidata do PT, Dilma Rousseff.

                                         

São Paulo (AE) – Na primeira pesquisa eleitoral feita após a derrota do Brasil na etapa final da Copa do Mundo, a taxa de intenção de votos na presidente Dilma Rousseff oscilou dois pontos porcentuais para baixo. Segundo o instituto Datafolha, ela tem 36% das intenções de voto, contra 20% para Aécio Neves (PSDB) e 8% para Eduardo Campos (PSB).

Em um eventual segundo turno contra o tucano, a petista teria 44%, e seu adversário, 40%. Como a margem de erro é de dois pontos porcentuais para mais ou para menos, os dois estão empatados tecnicamente – mas no limite da margem, ou seja, é estatisticamente improvável que ambos tenham a mesma taxa. Em um confronto direto com Eduardo Campos, a presidente venceria por 45% a 38%.

Fonte: Divulgação/Datafolha

Fonte: Divulgação/Datafolha

A pesquisa anterior do Datafolha, feita durante a Copa, havia detectado um crescimento de quatro pontos porcentuais na intenção de voto em Dilma, em comparação com o levantamento realizado um mês antes, no início de junho (de 34% para 38%).

O número de junho, porém, foi um ponto fora da curva. Na pesquisa Datafolha de maio, Dilma tinha 37%, patamar próximo ao atingido em julho. O mau resultado da época pode ter relação com a série de greves e manifestações ocorridas no País naquele momento. Dois levantamentos do Ibope. feitos um pouco antes e logo depois. mostraram a presidente com 39% e 38%, respectivamente – ou seja, em uma situação de estabilidade, não de oscilação.

A partir de meados de junho, o cenário político foi tomado pelo clima do futebol. Logo na abertura do evento da Fifa, a presidente Dilma Rousseff foi vaiada e xingada por parte do público presente no estádio do Itaquerão. Em um primeiro momento, Aécio e Campos afirmaram que as vaias seriam consequência do que a presidente havia “plantado” ao longo do tempo. O tucano, porém, recuou horas mais tarde, e escreveu em sua página no Facebook que, apesar das críticas que tem feito ao governo de sua adversária política, os limites do respeito pessoal não deveriam ser ultrapassados durante a campanha. “No que depender de mim, o debate eleitoral se dará de forma respeitosa”, escreveu, na época.

Fonte: Divulgação/Datafolha

Fonte: Divulgação/Datafolha

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, por sua vez, creditou as ofensas a Dilma à “elite” presente no estádio. O ministro-chefe da Secretaria-Geral da Presidência da República, Gilberto Carvalho, porém, disse que a manifestação não partiu apenas da “elite branca”.

“Essa coisa desceu, (essa coisa) de que nós somos um bando de aventureiros que veio aqui para se locupletar, essa história pegou, na classe média, na elite, e vai descendo (a outras classes sociais), porque não conseguimos fazer contraponto”, afirmou Carvalho, em debate com blogueiros e ativistas. “Esta eleição agora vai ser a mais difícil de todas, porque enfrenta o resultado desse longo processo.” Na final da Copa, no Maracanã, Dilma voltou a ser hostilizada pela torcida, ao entregar a taça à seleção alemã. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.



Escrito por Claudio Goes às 19h30
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




                                                Ônibus de graça para estudantes                                

                                                

Estudantes da rede estadual terão direito ao passe livre

Já está em vigor a lei que institui o passe livre para estudantes da rede estadual de ensino da Paraíba.

Lenilson Guedes - Jornal da Paraíba

Os estudantes da rede estadual de ensino terão direito ao passe livre no Sistema de Transporte Público Coletivo no Estado da Paraíba. É o que prevê a lei nº 10.347, de 9 de julho de 2014, publicada no Diário Oficial do Estado desta quinta-feira (10). De acordo com a norma, os recursos do Passe Livre Estudantil serão provenientes do Orçamento Estadual, como também daqueles decorrentes de convênios com a União.

O texto dispõe que o benefício será limitado a 60 viagens por mês e por estudante, durante o período letivo. O autor da lei é o deputado estadual Anísio Maia (PT), que em sua justificativa lembrou a luta do Passe Livre em todo o país.Segundo ele, "o Poder Executivo Estadual não pode fechar os olhos para essa luta que vem das bases, nem, tampouco, ser a última esfera de governo a reconhecer esse direito legítimo da classe estudantil".

O projeto de lei, no entanto, não foi sancionado pelo governador Ricardo Coutinho. A tarefa coube ao presidente da Assembleia Legislativa, Ricardo Marcelo.Para o presidente da Associação das Empresas de Transportes Coletivos de João Pessoa (AETC), Mário Tourinho, a lei só poderá ser aplicada nos transportes intermunicipais, tendo em vista que a competência para estabelecer medida desse tipo no âmbito do transporte urbano municipal seria da Câmara de Vereadores.

O superintendente do sindicato das empresas de transporte de passageiros do Estado, José Augusto Morosini, disse que vai aguardar a regulamentação da lei para saber como será a sua aplicação na prática. "Vamos aguardar a regulamentação", afirmou.



Escrito por Claudio Goes às 09h05
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




              Sexo, violência e drogas em nome do Santo.

O festival de São Firmino em Cádiz, na Espanha, é uma festa símbolo da cultura espanhola, que atrai milhares de turista, apesar dos protestos de grupos pelos direitos dos animais. O evento, além de maus tratos a animais, é marcado pelos excessos de sexo, violência e drogas.

                                 

                                   

                                                   

                                      

                                      

                                         



Escrito por Claudio Goes às 18h09
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Imprensa prostituída

Por Emerson Saraiva

   Nesse processo de definição das coligações para as eleições de outubro só uma classe profissional sai mais desgastada do que a dos políticos, que, em sua grande maioria, ultrapassaram todos os limites da ética, da moralidade, da honestidade e do respeito ao povo: a dos JORNALISTAS.

Em meio a uma imensa minoria de profissionais que ainda se dão ao respeito e exercem de maneira honrada a profissão, assim como na classe política, no meio jornalístico o processo de formação das chapas que concorrerão nas próximas eleições tem ocorrido, sem qualquer apontamento de culpa ou dolo, como uma verdadeira suruba ideológico-programática.

Na ânsia de arregimentar alguns pageviews, curtidas e compartilhamentos, jornalistas e veículos estão se dispondo a tudo. Boatos se transformam em fatos, possibilidades se transformam em decisões definitivas, fontes sem qualquer credibilidade estão sendo tratadas como partícipes privilegiados dos acontecimentos que relatam, às vezes protagonizados por atores que sequer os conhecem, quanto mais lhe dão confiança para repassar informações exclusivas.

A apuração, regra basilar do bom e até do mau jornalismo, foi simplesmente esquecida, ignorada e até repelida pela maioria dos nossos comunicadores. Confirmação por fonte transversa está sendo vista como empecilho e não condição para a publicação da notícia.

A tática mais corriqueira, praticada pela maioria dos veículos, é divulgar em momentos distintos todas as teorias possíveis, sempre com uma chamado do tipo "BOMBA", "EXCLUSIVO" ou "AGORA", com a segurança de que no final uma delas vai vingar - por que uma delas tem que vingar - e basta ressaltar que o veículo - ou "jornalista" - "cantou a pedra".

A verdade - ou versão mais verossímil - é que a imprensa paraibana mudou completamente o conceito corrente de notícia nos últimos meses. Notícia na Paraíba é qualquer coisa que gere moído, discussão, polêmica, audiência e repercussão, independente de qualquer relação entre o que é divulgado e o que efetivamente aconteceu.



Escrito por Claudio Goes às 09h23
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]


[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]


 
Histórico
Outros sites
  UOL - O melhor conteúdo
  BOL - E-mail grátis

banner_Sitrans