Blog de Cláudio Goes


Pesquisa espontânea 

              Nova pesquisa mostra Cássio e Ricardo empatados

                               

A pesquisa 6 Sigma foi realizada entre os 12 e 16 deste mês. Foram entrevistados 1.103 eleitores nas quatro mesorregiões do Estado. A margem de erro é de 2,95% e o nível de confiança é de 95%. A pesquisa está registrada no TSE sob o número 00682/2014 e no TRE sob o número 00028/2014.

 

Os candidatos Cássio Cunha Lima (PSDB) e Ricardo Coutinho (PSB) estão tecnicamente empatados na disputa pelo Governo do Estado. É o que revela pesquisa espontânea divulgada nesta quinta-feira (18) pelo Grupo 6Sigma, contratada pela Rádio Campina FM e TV Itararé.

 

De acordo com os dados, Cássio aparece com 35,9% de intenções de votos, enquanto Ricardo está com 34,3%. Vital do Rêgo (PMDB) tem 3,4%, seguido por Major Fábio (PROS) com 0,4%. Antônio Radical (PSTU) e Tárcio Teixeira (PSOL) aparecem com 0,1%. Brancos e nulos somam 5,7% e 19,8% não souberam responder.

 

Em entrevista à imprensa de Campina Grande, o estatístico do Grupo 6 Sigma, Pedro Coelho, disse nesta sexta-feira que a pesquisa espontânea é a que mais demonstra a real intenção do eleitor, já que o entrevistador não apresenta ao pesquisado nenhum nome de candidato. Segundo ele, esses votos praticamente não mudam.

 

                                                   

 Conexão PB



Escrito por Claudio Goes às 08h41
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




A realidade do transporte público de Campina Grande

                               

Representantes das principais instituições que integram a sociedade civil de Campina Grande irão vivenciar neste sábado, dia 13, uma experiência que faz parte do cotidiano da maioria da população campinense: andar de ônibus.

Atendendo a convite do CTMU – Comitê Técnico de Mobilidade Urbana, membros da Associação Comercial, CDL, FIEP, SEBRAE, Sitrans, Instituto Cresce Campina, UFCG, UEPB, IFPB, Facisa, STTP, Prefeitura e Câmara Municipal, Conselhos Comunitários, além da UCES, Clube de Mães e Polícia Militar, estarão utilizando um ônibus da empresa Cabral para fazer o itinerário das linhas 505/555, com um percurso aproximado de 52 km.

Os passageiros dessa viagem se encontrarão às 09 horas em frente a STTP, de onde sairão para o início do percurso, que começa no Terminal Rodoviário de Passageiro, passando por 37 ruas e avenidas da cidade.

O objetivo dessa iniciativa, segundo Anchieta Bernardino, coordenador do CTMU, é mostrar como é realidade do transporte público por ônibus de Campina Grande, diante das inúmeras dificuldades que são enfrentadas pelos operadores do sistema no seu dia a dia.

 

Esta é a segunda experiência vivenciada pelos membros do Comitê de Mobilidade Urbana. A primeira delas aconteceu no dia 23 de agosto e foi realizada nas linhas 101/111.



Escrito por Claudio Goes às 18h27
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Dilma, Aécio e Marina gastam o equivalente a 1.600 casas populares

 

                                                              Miguel Schincariol/AFP

 

Marcelo Freire Do UOL, em São Paulo


Os três candidatos à Presidência da República mais bem colocados nas pesquisas, Dilma Rousseff (PT), Aécio Neves (PSDB) e Marina Silva (PSB), já gastaram mais de R$ 103 milhões na campanha eleitoral deste ano, o equivalente a quase 1.600 unidades do programa habitacional Minha Casa, Minha Vida. Só a petista gastou mais da metade desse total.

Os valores estão da segunda parcial da prestação de contas, divulgada no sábado (6) pelo TSE (Tribunal Superior Eleitoral). Dilma, que busca a reeleição e está em situação de empate técnico com Marina nas pesquisas, gastou até agora R$ 53,8 milhões. Depois vem Aécio (R$ 34,9 milhões), seguido por Marina (R$ 15,1 milhões).

O valor médio de uma unidade habitacional do Minha Casa, Minha Vida --que beneficia famílias de todo o Brasil com renda mensal de até R$ 1.600-- é de R$ 65 mil.

 

Os gastos dos presidenciáveis até agora

 

1
Dilma Rousseff (PT)
R$ 53,8 milhões

 

 

2
Aécio Neves (PSDB)
R$ 34,9 milhões

 

 

3
Marina Silva (PSB)
R$ 15,1 milhões

 

 

Para chegar ao total gatos por cada campanha, foram somados os custos dos próprios candidatos e de seus respectivos comitês financeiros. No caso da Marina, que ainda não possui despesas registradas em seu nome, os custos reportados pelo candidato Eduardo Campos, morto em acidente aéreo no mês passado, foram adicionados à conta.

Os outros oito candidatos à Presidência --Eduardo Jorge (PV), Pastor Everaldo (PSC), Eymael (PSDC), Luciana Genro (PSOL), Zé Maria (PSTU), Levy Fidelix (PRTB), Mauro Iasi (PCB) e Rui Costa Pimenta (PCO)-- somam R$ 3,56 milhões em despesas, equivalente a 3% dos gastos de todos os presidenciáveis (R$ 107 milhões).

A maior parte desse valor (R$ 2,3 milhões) foi gasto por Eduardo Jorge; Rui Costa Pimenta está no outro extremo, tendo destinado apenas R$ 10.450 à campanha.



Escrito por Claudio Goes às 09h05
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




               'Pandeiros' no lixo

O Museu do Artista Popular, o Pandeiros, obra da equipe de arquitetos de Oscar Niemeyer, inaugurado há poucos meses, e custou cerca de 20 milhões de reais, já apresenta sinais de abandono pela Universidade Estadual da Paraíba - UEPB.              

                    

A central de ar condicionado já se encontra avariada por falta de manutenção. O gradil de proteção enferrujou, foi retirado e jogado na parte de cima da casa de máquinas do prédio. As hélices do equipamento estão quebradas e expostas.

                    

                    

Os novos vidros blindados, trocados recentemente após uma reforma, podem provocar acidentes. A estrutura metálica dos corrimãos mostra ser de pouca segurança. Os vitrais que pesam toneladas são irresponsavelmente escorados por pedaços de borracha que já apresentam sinais de ressecamento e desprendem.

                    

                                              

A obra milionária, erguida com dinheiro público, é apresentada em uma placa confeccionada com material barato. O resultado é que em apenas três meses, após ter sido afixada, já se encontra totalmente enferrujada.

As imagens estão ai. É só conferir.


                       Dinheiro em caixa

                                 

Não há como explicar esse repentino abandono das instalações do Museu Pandeiros, e a aplicação de materiais de segurança baratos, em um equipamento como vitrais blindados, que pesam toneladas. 

A Universidade Estadual da Paraíba - UEPB recebeu o maior volume de recursos da sua história. Veja o gráfico comparativo.



Escrito por Claudio Goes às 09h30
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Ex-engraxate paraibano está entre bilionários

 

 

O ex-engraxate paraibano José Janguiê Bezerra Diniz, 50, entrou para a lista de bilionários brasileiros em 2014. Ele tem patrimônio de R$ 2,93 bilhões, acumulados em negócios educacionais e, mais recentemente, em imóveis. É fundador e principal acionista da Ser Educacional, dona de faculdades como Maurício de Nassau e Joaquim Nabuco

Leia mais em: http://zip.net/bhpsWP

                                        



Escrito por Claudio Goes às 09h47
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Dinheiro limpo

Marina faturou R$ 1,6 milhão com palestras em três anos, diz jornal

do BOL, em São Paulo

De acordo com informações da Folha de S.Paulo deste domingo (31), a ex-senadora Marina Silva faturou R$ 1,6 milhão com palestras desde 2011, quando abriu uma empresa do ramo depois de ter perdido a eleição de 2010, mas conquistado quase 20 milhões de eleitores.

O valor de R$ 1,6 milhão é referente ao período de março de 2011 a maio de 2014. Segundo a Folha, Marina sempre manteve em segredo os detalhes sobre a atividade que virou sua principal fonte de renda desde que deixou o Senado. Agora candidata à Presidência da República, ela aceitou revelar o valor de seus rendimentos após questionamentos do jornal.

Em pouco mais de três anos, Marina diz que assinou 65 contratos e fez 72 palestras remuneradas. Os nomes das empresas e das entidades que pagaram para ouvi-la não foram revelados, pois, segundo a candidata, os contratos têm cláusulas de confidencialidade.
 
Os ex-presidentes Luiz Inácio Lula da Silva e Fernando Henrique Cardoso, que também cobram por palestras desde que deixaram o cargo, mantêm igualmente em segredo os valores que recebem e a identidade dos clientes.
 
Na matéria deste domingo, a Folha de S.Paulo lista os detalhes do faturamento:
 
- Marina recebeu, em média, R$ 41 mil mensais. O valor é mais que o dobro dos R$ 16,5 mil que ela recebia como senadora no fim de seu mandato, em 2010.
 
- Os rendimentos da empresa de Marina aumentaram ano a ano, saltando de R$ 427,5 mil em 2011 para R$ 584,1 mil em 2013.
 
- Em 2014, por causa das eleições, Marina assinou só um contrato de R$ 132,6 mil para apresentações em quatro países da América do Sul e suspendeu em junho a contratação de participações remuneradas. As últimas cinco cinco palestras foram gratuitas, antes do início oficial da campanha eleitoral, em julho.
 
- O valor do último contrato remunerado fechado pela empresa de Marina se aproxima do valor total dos bens que ela declarou à Justiça Eleitoral como candidata à Presidência da República.
 
O jornal também esclarece o valor declarado pela candidata: Marina estimou em R$ 135 mil o valor de seu patrimônio pessoal, que inclui uma casa e seis terrenos em Rio Branco, a empresa criada para contratar sus palestras e uma conta no Banco do Brasil. Em 2010, ela estimou o valor de seus bens em R$ 149 mil.
 
(Com informações da Folha de S.Paulo)


Escrito por Claudio Goes às 08h26
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Na política o crime compensa
Fonte: Reprodução/Gazeta MT

CONHEÇA O CANDIDATO RECORDISTA DE PROCESSOS

O recordista de processos nas eleições para governador é José Geraldo Riva (PSD), de Mato Grosso. Ele é alvo de 117 procedimentos, o equivalente a quase 36% das ações que correm contra candidatos em todo o País, considerando-se os tribunais de Justiça, os de Contas e os Eleitorais.

Por causa de condenações já sofridas, o Tribunal Regional Eleitoral não considerou Riva apto a concorrer, mas ele recorreu e, até a decisão final, poderá fazer campanha. “Tenho certeza de que vamos derrubar (a decisão) no julgamento técnico do Tribunal Superior Eleitoral”, disse ele ao Estado. “Nem faço questão de me eleger. O mais importante é mostrar que sou inocente.”

Riva argumenta que não está enquadrado na Lei da Ficha Limpa porque em suas condenações não está configurado que houve, cumulativamente, dolo, enriquecimento ilícito e prejuízo ao erário. “Quem conhece minha história sabe que não tem nada a ver”, disse.

Fonte: Reprodução/24 Horas News

Fonte: Reprodução/24 Horas News

O candidato foi processado, entre outras irregularidades, por um escândalo de desvio de recursos ocorrido quando ocupava a presidência da Assembleia Legislativa do Mato Grosso. Ele foi acusado de desviar R$ 2,9 milhões por meio de falsos empréstimos bancários. Parte desse valor era movimentado em empresas de João Arcanjo Ribeiro, conhecido como Comendador Arcanjo, acusado de comandar uma organização criminosa com ramificações no Executivo e no Legislativo do Estado.

Riva e outro parlamentar, na época, foram acusados de movimentar, entre 1998 e 2001, R$ 65 milhões das contas da Assembleia, que foram parar em empresas de Arcanjo. Segundo sustentou o Ministério Público, os dois então deputados faziam falsos empréstimos no Banco ABN Amro Real em nome de funcionários da Assembleia. A ação diz que o dinheiro ficava com os dois, que usavam cheques da Casa para pagar as dívidas com o banco. Além disso, segundo os promotores, as empresas de Arcanjo eram usadas para transformar em dinheiro vivo os cheques emitidos irregularmente pela Assembleia. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

São Paulo



Escrito por Claudio Goes às 22h59
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Transporte Público de Campina Grande

ganha mais10 ônibus novos nesta terça-feira

 

 

Nesta terça-feira, 19, os clientes do sistema de transporte público de Campina Grande estarão recebendo dez ônibus zero quilômetro, que passam a integrar a frota do serviço de transporte coletivo de passageiros do município. 


O ingresso desses dez novos ônibus faz parte do compromisso assumido pelas empresas com a exigência do COMUTP - Conselho Municipal de Transportes Públicos, na reunião do último dia 25 de julho e representa o início do processo de renovação da frota, conforme assegurou o Diretor Executivo do Comtranslegal, Anchieta Bernardino.


Os dez ônibus que entram em circulação a partir de hoje são da empresa Transnacional, do grupo A. Cândido.  Todos os veículos têm equipamentos que facilitam o acesso de pessoas com deficiência física, a exemplo dos cadeirantes.


Anchieta Bernardino informou que o objetivo do sistema é melhorar cada vez mais a qualidade do serviço e reduzir a idade média da frota, que já foi uma das mais novas no Nordeste. “Apesar de toda dificuldade e da concorrência desleal que o sistema enfrenta, assumimos o compromisso com o COMUPT para renovar a frota, tirando de circulação os ônibus mais velhos e oferecer um serviço com mais eficiência”, destacou o dirigente.


A apresentação dos novos ônibus será feita em frente a STTP a partir das 09 horas.


Escrito por Claudio Goes às 23h30
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Fraudes:  Justiça suspende pesquisas na Paraíba

 

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB), através da juíza auxiliar da propaganda eleitoral, Niliane Meira Lima, determinou, na noite deste sábado (16), a suspensão da pesquisa 0016/2014, realizada pelo Instituto IPESPE e contratada pelo Jornal da Paraíba. A magistrada ainda fixou multa diária de R$ 50 mil em caso de descumprimento de sua decisão. A suspensão da pesquisa IPESPE/Jornal da Paraíba foi solicitada pelo candidato a deputado estadual Leandro Wagner Queiroz Barbosa (PPL), mais conhecido como Léo Cigano do Povo, da coligação “A Força do Trabalho IV”, que levantou vários questionamentos em relação à consulta divulgada neste sábado. Além de suspender a pesquisa, a juíza Niliane Meira Lima determinou que o Jornal da Paraíba publique uma nota em sua próxima edição informando sobre a decisão judicial. “Determino que a Editora Jornal da Paraíba insira na edição do Jornal da Paraíba da edição de 18/08/2014 (segunda-feira) nota de capa, com mesma fonte padrão das demais notícias, informando ao leitor a suspensão da veiculação da pesquisa eleitoral 0016/2014, tratada no jornal de 16/08/2014”, destaca a magistrada em sua decisão. Segundo o advogado Francisco Ferreira, que representou o candidato do PPL na ação, o IPESP e o próprio Jornal da Paraíba incorreram em várias irregularidades que podem comprometer a lisura do pleito por afronta a legislação. Entre as ilegalidades apontadas pelo advogado estão a falta de registro obrigatório de informações exigidas pela resolução 23.400 do TSE, que determina o registro do preço de mercado da pesquisa, além da identificação dos bairros e municípios pesquisados, algo que, segundo ele, não foi observado pelo IPESP. “Também solicitamos cópias de todos os questionários aplicados na pesquisa, com dados dos pesquisados, cidade, município, bairro, data e horário, com o objetivo de conferir a veracidade dos números apresentados. Questionamos ainda a falta de informação na divulgação dos dados relativos a quem contratou e pagou pela pesquisa, bem com a veiculação de dados que não foram sequer registrados no TRE”, observou o advogado, que acrescentou: “todos os fundamentos apresentados foram acatados pela magistrada”.

TRE suspende divulgação de pesquisas do Sistema Correio

O Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB), por meio da juíza auxiliar de propaganda, Nillane Meira Lima, determinou, na tarde deste sábado (16), a suspensão da divulgação das pesquisas eleitorais PB0012/2014 e PB0013/2014, realizadas pelo instituto Souza Lopes Consultoria e Pesquisa e contratadas pelo Sistema Correio de Comunicação. A magistrada ainda solicitou investigação para apurar possíveis crimes eleitorais durante o processo de coleta dos dados. A suspensão da pesquisa Souza Lopes/Sistema Correio foi solicitada pelo candidato a deputado estadual Léo Cigano do Povo (PPL),da coligação “A Força do Trabalho IV”, que levantou uma série questionamentos em relação às consultadas que foram divulgadas nos dias 28 de junho e 25 de julho. Segundo o advogado Francisco das Chagas Ferreira, que representou o candidato do PPL, a Justiça detectou indícios de fraudes nas duas pesquisas. “Eles não apresentaram dentro do prazo legal os dados dos municípios e dos bairros onde as pesquisas teriam sido realizadas. Além disso, há a possibilidade de fraude, já que nos apresentaram os mais de 3 mil questionários sem data ou município onde foram aplicados”, disse. Para o advogado, a juíza Nillane Meira Lima deixou claro em seu despacho que a divulgação das pesquisas Souza Lopes/Sistema Correio traz riscos ao pleito eleitoral da Paraíba. “A utilização da pesquisa poderá, de alguma forma, influenciar o eleitorado, sem que tenham sido adotados os requisitos de segurança exigidos na norma para sua utilização”, diz trecho do parecer da magistrada. O advogado Francisco das Chagas Ferreira destacou que decisão da juíza proíbe, sob pena de multa diária no valor de R$ 50 mil, a divulgação das pesquisas, bem como todas as notícias que tratem sobre assunto. “Os candidatos também não poderão usar os dados em seus guias eleitorais ou peças de campanha”, reforçou. “Outra coisa que chamou nossa atenção foi o fato do instituto de pesquisa ser de Curitiba e nunca ter feito uma pesquisa por lá”, completou.

Confira o documento do TRE sobre o IPESPE

JUDICIÁRIO

TRIBUNAL REGIONAL ELEITORAL DA PARAÍBA

GABINETE DOS JUÍZES AUXILIARES

Representação: 935-29.2014.6.15.0000 – Classe 24.

Assunto: Representação – Impugnação -Pesquisa Eleitoral – Registro de Pesquisa Eleitoral – 0016/2014 – Divulgação – Pedido de Concessão de Liminar – Pedido de Aplicação da Multa.

Representante: LEANDRO WAGNER QUEIROZ BARBOSA, CANDIDATO PELO PARTIDO PÁTRIA LIVRE (PPL).

Advogado: Francisco das Chagas Ferreira e Outros.

Representado: IPESPE INSTITUTO DE PESQUISAS SOCIAIS POLÍTICAS E ECONÔMICAS

Representado: EDITORA JORNAL DA PARAÍBA LTDA

DECISÃO SOBRE O PEDIDO DE LIMINAR

Cuida-se de representação proposta em 16/08/2014 por Leandro Wagner Queiroz Barbosa, candidato a Deputado Estadual, em desfavor de IPESPE INSTITUTO DE PESQUISAS SOCIAIS POLÍTICAS E ECONÔMICAS e EDITORA JORNAL DA PARAÍBA LTDA, impugnando registro e a divulgação de pesquisa eleitoral0016/2014.

Isso posto, DEFIRO o pedido de liminar, pelo que determino:

I) que o representado IPESPE INSTITUTO DE PESQUISAS SOCIAIS POLÍTICAS E ECONÔMICAS se abstenha, de imediato, de divulgar sob qualquer forma a pesquisa eleitoral registrada perante o TRE sob o nº.0016/2014.

Fixo ao referido representado, mas apenas para o caso de descumprimento desta liminar, multa diária no valor de R$50.000,00 (art. 461, parágrafo 4º) por cada dia de descumprimento.

II) que a representada EDITORA JORNAL DA PARAÍBA LTDA se abstenha, de imediato, de divulgar sob qualquer forma a pesquisa eleitoral registrada perante o TRE sob o nº.0016/2014, bem como:

II.1) exclua da URL , bem como de outra(s) que também as contenha(m), as notícias sobre a pesquisa em referência, até ulterior determinação deste juízo;

II.2) em razão do requerimento tempestivo do representante, mas de já ter havido a distribuição do jornal impresso que veicula a pesquisa, converto o pedido de não divulgação da pesquisa no JORNAL DE 16/08/2014 em resultado prático equivalente, pelo que determino que a EDITORA JORNAL DA PARAÍBA INSIRA na edição do JORNAL DA PARAÍBA da edição de 18/08/2014 (segunda-feira) nota de capa, com mesma fonte padrão das demais notícias, informando ao leitor a suspensão da veiculação da pesquisa eleitoral 0016/2014, tratada no jornal de 16/08/2014, bem como que, além disso, ela fora veiculada com erro relativo à omissão do contratante (informando, agora, quem é o contratante e pagante) e de nível de confiança informado (que é de 95,00% ao invés de 95,5%).

À representada EDITORA JORNAL DA PARAÍBA LTDA, fixo, mas apenas para o caso de descumprimento desta liminar, multa diária no valor de R$50.000,00 (art. 461, parágrafo 4º, CPC) por cada dia de descumprimento.

III) Que seja cientificada a Seção de Registros e Publicações deste Tribunal a fim de que anote no sistema de registros de pesquisas eleitorais que a pesquisa eleitoral 0016/2014 foi impugnada, impedindo, pois, a utilização de seus dados por terceiros (pesquisa não publicável), mas mantendo os dados sob custódia do sistema para eventual reversão desta medida judicial.

IV) Seja dada ciência para os partidos e coligações;

V) seja(m) NOTIFICADO(M) o(s) representado(s) para, querendo, apresentarem defesa no prazo de 48 (quarenta e oito) horas (Lei nº. 9.504/97, art. 96, § 5º, e Resolução nº. 23.398/13 do TSE, art. 8º, caput e § 4º).

Em seguida, dê-se vista dos autos ao MPE para emissão de parecer no prazo de 24 (vinte e quatro) horas (Resolução nº. 23.398/13 do TSE, art. 13, caput).

INTIMEM-SE os representados para imediato cumprimento, devendo a intimação da EDITORA JORNAL DA PARAÍBA LTDA ser realizada com a máxima urgência.

Após a manifestação do MPE, à conclusão.

João Pessoa, 16/08/2014.

Niliane Meira Lima

Juíza Auxiliar – TRE-PB

Confira o documento do TRE sobre a divulgação de pesquisas pelo Sistema Correio

http://www.noticiapb.com/irregularidades-justica-suspende-pesquisas-na-paraiba/#.U_CfR8XIZ0u



Escrito por Claudio Goes às 09h37
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




População campinense ganha dez

ônibus novos a partir de terça-feira


                   

Na próxima terça-feira, 19, os clientes do sistema de transporte público de Campina Grande estarão sendo beneficiados com a chegada de 10 ônibus zero quilômetros, que passarão a integrar a frota do serviço de transporte coletivo de passageiros do município.

A chegada desses dez novos ônibus faz parte do compromisso assumido pelas empresas com o COMUPT - Conselho Municipal de Transportes Públicos, na reunião do último dia 25 de julho e representa o início do processo de renovação de parte da frota, conforme assegurou o Diretor Executivo do Comtranslegal, Anchieta Bernardino.

Os dez ônibus que entram em circulação na próxima terça-feira são da empresa Transnacional, do grupo A. Cândido.  Todos os veículos têm equipamentos que facilitam o acesso de pessoas com deficiência física, a exemplo dos cadeirantes.

 

Anchieta Bernardino informou que o objetivo do sistema é melhorar cada vez mais a qualidade do serviço e reduzir a idade média da frota, que já foi uma das mais novas no Nordeste. “Apesar de toda dificuldade e da concorrência desleal que o sistema enfrenta, assumimos o compromisso com o COMUPT para renovar parte da frota, tirando de circulação os ônibus mais velhos e oferecer um serviço com mais eficiência”, destacou o dirigente.



Escrito por Claudio Goes às 08h48
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




PBVest promove aulão em Campina Grande neste domingo

                                              

Os alunos do Pré-Vestibular do Governo do Estado (PBVest) poderão participar neste domingo (17) de um aulão para revisão dos conteúdos para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e vestibulares. O aulão acontecerá em Campina Grande, das 8h às 12h, na Escola Estadual Dr. Elpídio de Almeida, conhecido como Estadual da Prata.

Os próximos aulões acontecerão em João Pessoa, no domingo (24), em local ainda a ser definido, e posteriormente nas cidades de Monteiro, Itaporanga e Cajazeiras.

As aulas do PBVest também estão disponíveis no portal do pré-vestibular acessando o link vídeos. O portal disponibiliza mais de 500 vídeo-aulas, com os conteúdos exibidos nos anos de 2011, 2012, 2013 e 2014. Os alunos podem acessar o site e baixar as aulas para assistir em casa ou no local de sua preferência.

O coordenador estadual do pré-vestibular, Américo Falcone, contou que o objetivo é reforçar e ampliar os conhecimentos dos alunos que pretendem concorrer às vagas dos cursos de graduação por meio do Enem ou de outros processos seletivos.

Este ano, foram disponibilizadas seis mil vagas em 37 cidades para alunos que estão cursando a 3ª série do Ensino Médio na rede estadual ou que concluíram esta etapa de ensino em anos anteriores. As aulas ocorrem aos sábados até o dia 10 de novembro, das 7h30 às 12h30, e a qualquer tempo os alunos terão direito de participar do curso.

Para terem acesso aos conteúdos do PBVest, os interessados devem acessar a página do programa na internet. No site, os alunos terão acesso às aulas online, aos materiais disponibilizados e aos professores ministrantes das aulas do curso.

Outra novidade que também está disponível para os alunos é o aplicativo PBVest Mobile. Para ter acesso, basta baixar o aplicativo, que está disponível para smartphones ou tablets. Por meio dessa opção, os alunos poderão ter acesso ao conteúdo do pré-vestibular e também tirar suas dúvidas.



Escrito por Claudio Goes às 09h52
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




Luz do dia na noite do Itararé

Nova subestação de energia do Estádio O Amigão daria para suprir cidade de pequeno porte.

                                      

Com os trabalhos de posteamento concluído, começou a instalação das luminárias do estacionamento e redondezas do estádio O Amigão.

As obras de reformas e revitalização da nova praça de esportes exigiu a construção de uma potente subestação, com capacidade para suprir o fornecimento de energia para uma cidade de pequeno porte, que já se encontra em fase de execução onde funcionou o antigo placar eletrônico.

Uma obra que revitaliza o antigo estádio, abandonado por 40 anos, cria novos espaços de esportes e lazer, além de valorizar toda uma área mobiliária.
E ainda tem uns ignorantes, por questões de querelas políticas, que torce para que esse trabalho não seja uma realidade.

                                     



Escrito por Claudio Goes às 09h28
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




                 LABORATÓRIO DA UFCG

                 CertBio é o único do Norte-Nordeste

                 a certificar prótese de silicone

                 

A história da evolução tecnológica na Paraíba pela pela criação e funcionamento das Universidades Federais da Paraíba (UFPB) e de Campina Grande (UFCG) e Estadual da Paraíba (UEPB). Na UFCG, no Campus I, funciona desde 2012 o Laboratório de Desenvolvimento e Avaliação de Biomateriais do Nordeste (CertBio). Vinculado à Unidade Acadêmica de Engenharia de Materiais e financiado pelo Ministério da Saúde, o CertBio é uma das três  unidades de pesquisa, em todo o País, designadas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e credenciadas pelo Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro) para a certificação de  próteses de silicone no Brasil, enfatizando implantes mamários.

“É um laboratório de referência em biomateriais. Como tal, é credenciado pela Anvisa para emissão de laudos fiscais e de monitoramento e, atualmente, só existem três laboratórios no Brasil com este status. No país, também é a primeira experiência de mestrado stricto sensu de técnico na Anvisa foi

em Ciências e Engenharia de Materiais da UFCG”, explica o coordenador do CertBio, Marcus Vinicius Lia Fook.

Instalado em um prédio de quase dois mil metros quadrados, no Campus I , em Bodocongó, o laboratório atraiu investimentos de R$ 15 milhões em quatro anos.  Marcus Vinicius adianta que o CertBio, em breve, fará certificação de preservativos para homens e mulheres e também de luvas.

Para  secretário de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos (SCTIE), do Ministério da Saúde, Carlos Gadelha, o CertBio é um “exemplo único no Brasil, de inovação e desenvolvimento regional; pesquisadores comprometidos com a Saúde do País e promotores de inovações tecnológicas”.

A Unidade Acadêmica de Engenharia de Materiais integra o Centro de Ciência e Tecnologia (CCT) o qual tem sua origem na antiga Escola Politécnica (POLI) da Universidade Federal da Paraíba, criada em 06 de outubro de 1952, e hoje pertence à UFCG.  O vice-diretor do CCT, José de Arimatéia Fernandes, revela que atualmente o centro CCT conta com 240 docentes, incluindo  PHDs, doutores, mestres e especialistas.

                                  



Escrito por Claudio Goes às 09h20
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




CPI  da  Petrobrás

Revista VEJA revela que senador Vital do Rego comandou uma grande farsa 

A CPI da Petrobras foi convocada com o objetivo de não pegar os corruptos. Ainda assim, o governo e as lideranças do PT no Senado decidiram não correr riscos e montaram uma fraude que consistia em passar antes aos investigados as perguntas que lhes seriam feitas


O senador Vital do Rego Filho, candidato do PMDB ao Governo da Paraíba, emprestou-se em Brasília a comandar o que já está sendo chamada de a maior farsa da história recente da República - a CPI da Petrobrás, criada segundo a revista Veja para “não pegar os corruptos”.

Matéria de capa da edição que está nas bancas, a Veja mostra que a CPI da Petrobrás foi apenas um teatro mambembe de quinta categoria, com Vital apenas cumprindo as ordens da Presidência da República, empobrecendo assim o Parlamento nacional.

Diz a Veja:

A CPI da Petrobroás não passou de uma grande farsa. Ela foi criada com o objetivo de não pegar os corruptos. Ainda assim, o governo e a liderança do PT no Senado decidiram não correr riscos e montaram uma fraude que consistia em passar antes aos investigados as perguntas que lhes seriam feitas pelos senadores. A trama foi gravada em vídeo.

Era tudo farsa. Mas começou parecendo que, dessa vez, seria mesmo para valer. Em março deste ano, os parlamentares tiveram um surto de grandeza institucional. Acostumados a uma posição de subserviência em relação ao Palácio do Planalto, eles aprovaram convites e convocações para que dez ministros prestassem esclarecimentos sobre programas oficiais e denúncias de irregularidades. Além disso, começaram a colher as assinaturas necessárias para a instalação de uma CPI destinada a investigar os contratos da Petrobras. Ventos tardios, mas benfazejos, finalmente sopravam na Praça dos Três Poderes, com deputados e senadores dispostos a exercer uma de suas prerrogativas mais nobres: fiscalizar o governo. O ponto alto dessa agenda renovadora era a promessa de escrutinar contratos firmados pela Petrobras, que desempenha o papel de carro-chefe dos investimentos públicos no país. Na pauta, estavam a suspeita de pagamento de propina a servidores da empresa e o prejuízo bilionário decorrente da compra da refinaria de Pasadena, nos Estados Unidos, operação que jogou a presidente Dilma Rousseff numa crise política sem precedentes em seu mandato. O embate estava desenhado. O Legislativo, quem diria, esquadrinharia o Executivo. Pena que tudo não passou de encenação.    

VEJA teve acesso a um vídeo que revela a extensão da fraude. O que se vê e ouve na gravação é uma conjuração do tipo que, nunca se sabe, pode ter existido em outros momentos de nossa castigada história republicana. Mas é a primeira vez que uma delas vem a público com tudo o que representa de desprezo pela opinião pública, menosprezo dos representantes do povo no Parlamento e frontal atentado à verdade. Com vinte minutos de duração, o vídeo mostra uma reunião entre o chefe do escritório da Petrobras em Brasília, José Eduardo Sobral Barrocas, o advogado da empresa Bruno Ferreira e um terceiro personagem ainda desconhecido.

A decupagem do vídeo mostra que, espantosamente, o encontro foi registrado por alguém que participava da reunião ou estava na sala enquanto ela ocorria. VEJA descobriu que a gravação foi feita com uma caneta dotada de uma microcâmera. A existência da reunião e seus participantes foram confirmados pelos repórteres da revista por outros meios — mas a intenção da pessoa que fez a gravação e a razão pela qual tornou público seu conteúdo permanecem um mistério. Quem assiste ao vídeo do começo ao fim — ele acaba abruptamente, como se a bateria do aparelho tivesse se esgotado — percebe claramente o que está sendo tramado naquela sala. E o que está sendo tramado é, simplesmente, uma fraude caracterizada pela ousadia de obter dos parlamentares da CPI da Petrobras as perguntas que eles fariam aos investigados e, de posse delas, treiná-los para responder a elas. Barrocas revela no vídeo que até um “gabarito” foi distribuído para impedir que houvesse contradições nos depoimentos. Um escárnio. Um teatro.    

apalavraonline



Escrito por Claudio Goes às 09h33
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]




                Universidade pública com cara de Shopping

               

Tem razão os petistas que afirmaram que fora uma elite abastada que vaiou a presidente Dilma na abertura e no encerramento da Copa do Mundo de Futebol. Pagar mil reais em um ingresso para assistir a um jogo de futebol é realmente para quem é rico.

Ser proprietário de uma BMW, algo em torno de 300 mil reais - os modelos mais simples, certamente que também é um mimo de quem é muito rico. O contraste é um carrão desses estar estacionado, de graça, nas dependências da Universidade Federal de Campina Grande - UFCG, e o seu dono cursar, gratuitamente, uma universidade pública.

 Como não bastasse a discrepância, o proprietário da luxuosa BMW, com uma sugestiva placa 1313, ainda ostenta um adesivo FORA DILMA, um protesto contra a presidente e o Partido dos Trabalhadores.
As universidades públicas do Brasil têm ‘clientela de Shopping Center’.

O estacionamento da UFCG é uma prova disso.

                            

                           



Escrito por Claudio Goes às 08h43
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]


[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]


 
Histórico
Outros sites
  UOL - O melhor conteúdo
  BOL - E-mail grátis

banner_Sitrans